terça-feira, 31 de agosto de 2010

+Tu

Imagem by Trakinagem da Jaku





Porque eu não resisto e sequestro...
Lindo demais!!!

by Giu



Para ler +De +Tu http://bahrboletras.blogspot.com/2010/08/tu_31.html



Há momentos


Imagem by Trakinagem da Jaku




Há momentos em que a vida pede colo, pede aconchego, pede o nosso afeto. São momentos em que devemos nos acariciar com o melhor que existe em nós, com toda a ternura que devemos dedicar a nós mesmos, e saber que a paz está lá onde sempre esteve e existiu, dentro de nós mesmos. A vista é a mesma, o que muda é o olhar.

Há momentos em que devemos aceitar e tentar entender as escolhas e decisões das pessoas, por mais que nos cause dor e sofrimento. São momentos em que temos a certeza que somos gente de verdade, e que fazemos parte desse mistério chamado vida, em que se vive a felicidade e muitas vezes também as impossibilidades.

Há momentos em que é preciso plantar e momentos de colher. São momentos de renovação, de encerrar ciclos, de ver o mundo e as pessoas com novos olhos, e oferecê-los com as luzes, as cores e o brilho que moram neles, porque a alma só ouve a palavra que existe no olhar, e nos meus só há poesia.

Há momentos em que é preciso saber que a vida é bela apesar de todas as lutas e desencantos, que cada momento de beleza vivido e amado, por mais efêmero que seja, está destinado à ser eterno. São momentos de compreender que o tempo da vida se marca por alegrias e tristezas, inícios e fins, e que depois de um dia nublado sempre existirá o brilho do sol.

Há momentos em que temos a certeza que as dores passam, o tempo passa, as estações se sucedem e depois do inverno, a primavera sempre chega e com ela, o tempo de flo(RIR)...

by Giu




"Deixar que as coisas morram e abram espaço para o novo. Aceitar o intervalo da travessia, em que as coisas não têm mais a forma antiga nem ainda a forma nova. O tempo da crisálida: nem mais lagarta nem vôo ainda. Respeitar a cadência natural das gestações. Lembrar que precisamos ser delicados e generosos com nós mesmos para atravessar a frente fria até o sol surgir de novo. Lembrar que tudo é impermanente."

(Ana Jácomo)




segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Que seja doce...


Imagem by Internet






Para expurgar uma decepção, preciso da doce melodia da poesia. Renasço com mais fé...

by Giu






"Vou ser feliz, sem me importar com o que isso irá causar aos outros...o importante é que não estou fazendo mal a ninguém, pelo contrário! Estou apenas enterrando as impurezas e toxinas da minha vida e deixando brotar uma bela e frutífera árvore, e que seja doce."

(Caio F. Abreu)




domingo, 29 de agosto de 2010

Meus queridos leitores,


Imagem by Trakinagem da Jaku



Meus queridos leitores,

Hoje o Blog completou 15.000 visitas. Para muitos pode não ser nada, mas para mim é muita coisa, sinto-me lisonjeada e abraçada por cada um de vocês que vem passear por aqui.

Aproveito para dizer que A-D-O-R-O os comentários que muitos de vocês deixam, porque faz deste espaço, além do lugar em que posso dizer muito do que sinto, do que apre(E)ndo do mundo, um lugar onde cada um que por aqui passa, deixe um pouco de si.

Vez em quando chega até mim algo que alguém disse sobre o que eu escrevo, coisas do tipo, "nossa mas a Giu anda tão triste, veja o que ela escreve". À vocês, meus amores, quero dizer ou melhor, deixar que um trecho de uma crônica do Artur da Távola fale por mim sobre o que é escrever:

"A crônica é, ao mesmo tempo, a poesia, o ensaio, a crítica, o registro histórico, o factual, o apontamento, a filosofia, o flagrante, o miniconto, o retrato, o testemunho, a opinião, o depoimento, a análise, a interpretação, o humor. De outros (...) Vamos tocando e cantando, entoando a vida nela perdidos, embebedados por seus acasos, variações, construções sempre imprevistas (...) Não conseguimos ficar sem registrar dor, encanto, enquanto, em canto, riso, escárnio, ironia, lágrima, capaz/idade de pensar sobre o contingente e sobre o necessário (...) A melhor crônica não a escrevemos. Ela nos escreve."

Já o poeta é aquele que muitas vezes passa horas e horas debruçado sobre o prazer interior de juntar palavras e buscar novos significados para velhos sentimentos, como disse Oscar Wilde, "passei a manhã inteira debruçado sobre uma vírgula, que, de tarde, aflito, repus". O poeta é aquele que é desafiado pela sensibilidade de juntar as palavras para mostrar o re(VERSO) das coisas.

Portanto, o que escrevo aqui muitas vezes está relacionado ao sentimento e a vida de outras pessoas, embora impregnado das emoções, sensações, percepções e sentimentos meus. Afinal, tudo aquilo que nos propomos a fazer, seja amor ou poesia, tem que ter a nossa essência para valer à pena. Ou, usando o meu lado da Academia, quando estamos na seara dos sentimentos e das emoções, impossível separar o sujeito do objeto.

Eu, no entanto, sou uma simples aprendiz de magia, dessa mágica deliciosa que é brincar com as palavras, pelo menos por enquanto ou por encanto...

by Giu


PS.: Só uma observação, não associem o que está no Blog, DIVAGAÇÕES, DEVANEIOS ou DELÍRIOS, ao dia do post. Primeiro, por tudo que está colocado no texto acima, e, segundo, minha mente é efervescente, tem muita coisa guardada que vai sendo colocada aos poucos.

PAZ, AMOR e muito AXÉ...



“Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste: sou poeta. Irmão das coisas fugidias, não sinto gozo nem tormento. Atravesso noites e dias no vento. Se desmorono ou se edifico, se permaneço ou me desfaço — não sei, não sei. Não sei se fico ou passo. Sei que canto. E a canção é tudo. Tem sangue eterno a asa ritmada. E um dia sei que estarei mudo: — mais nada”

(Cecília Meireles)




Das observâncias...


Imagem by Trakinagem da Jaku



Observâncias...


Nem sei se existe essa palavra e, caso não exista mesmo, ouso inventá-la para tentar explicar uma das coisas que mais faço, observar...a vida, o cotidiano, as pessoas, enfim, o mundo ao meu redor. Faço isso de maneira automática, e vez em quando, me pego submersa na observância, mais ainda, tentando entender o porquê das "coisas", e aí reflito, reflito, reflito...

Ontem, li a seguinte notícia, "Cláudia Raia e Edson Celulari fazem passeio em família". Acredito que muitas pessoas devem ter ficado surpresas com isso, eu não. Muitos devem ter pensado, "mas eles não estão separados?", como se ao separar as pessoas devem tornar-se inimigas, rancorosas, amargas. Outros ainda, quando eles anunciaram que estavam oficialmente separados, devem ter lamentado o FIM do casamento, eu não.

Quero deixar bem claro que não sou contra casamento, sou contra aprisionamentos. Sou a favor do amor, da alegria, do ser feliz de verdade para só assim conseguir fazer as pessoas ao seu redor felizes também. Acho muito triste uma pessoa querer aprisionar perto de si alguém quando não existe mais amor, quando a felicidade há muito foi morar em outro lugar.

Quando as pessoas são bem resolvidas e realmente felizes, conseguem manter uma relação com a (o) ex, de respeito, afeto, harmonia, e quem mais ganha com isso são os filhos, e com certeza o ex-casal também. Mas para isso algumas coisas são fundamentais, dentre elas, AMOR PRÓPRIO, AUTO-ESTIMA ELEVADA, GENEROSIDADE, MATURIDADE, etc.; amor e felicidade não combinam com POSSE, CHANTAGEM EMOCIONAL, COVARDIA, AMARGURA.

Não estou fazendo apologia das relações superficiais, das pessoas simplesmente irem pulando de galho em galho de maneira leviana, do amor consumista (não quero mais, jogo fora), sem se preocupar com o outro ou com o sentimento do outro.

O que ficou para mim da notícia sobre a Cláudia Raia e o Celulari é que eles realmente se amaram, porque mesmo não sendo mais um casal, se respeitam, se admiram, enfim, ainda se amam, de maneira especial porque deve ter valido à pena cada dia dos anos que viveram sob o mesmo teto. Nas palavras dela: "A relação durou o tempo que tinha de durar. Somos extremamente companheiros, amigos, cultivamos o respeito e o carinho, e deixamos uma enorme prova de amor que tivemos um para o outro: os nossos filhos”.

Essa observância, em especial, me fez acrescentar nas minhas orações, "Deus, não permita jamais, que alguém que não me ama mais, fique na minha vida por pena de mim. Amém".


by Giu



"Em muitos trechos do caminho, às vezes bem longos, carregamos muito peso na alma sem também notar. A gente se acostuma muito fácil às circunstâncias difíceis que às vezes podem ser mudadas. A gente se adapta demais ao que faz nossos olhos brilharem menos. A gente camufla a exaustão. A gente inventa inúmeras maneiras para revestir o coração com isolamento acústico para evitar ouvi-lo. A gente faz de conta que a vida é assim mesmo e ponto. A gente arrasta bolas de ferro e faz de conta que carrega pétalas só pra não precisar fazer contato com as nossas insatisfações e agir para transformá-las. A gente carrega tanto peso, no sentimento, um bocado de vezes, porque resiste à mudança. Até o dia em que a alma, cansada de não ser olhada, encontra o seu jeito de ser vista e de dizer quem é que manda."

(Ana Jácomo)




sábado, 28 de agosto de 2010

Ternura


Imagem by Traquinagem da Jaku





Ah! Porque achei cute.
Porque eu também sou seduzida pela ternura...


by Giu



Sorte?

Imagem by Internet





Agora...

Já não tenho mais medo da morte
Tenho medo é da sorte
De encontrar um amor
E não vivê-lo.


by Giu



"Deus salve as belezas corajosas e proteja
o coração de seus vencidos."

(Eliza Lucinda)



sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Flor de Laranjeira


Imagem by Internet





Deixa eu ser,
A sua flor de laranjeira.

(Nos seus braços aninhar)

Deixa eu florir pra você,
Deixa eu ser a sua flor...


by Giu






"Mas há a vida que é para ser intensamente vivida, há o amor. Há o amor. Que tem que ser vivido até a última gota. Sem nenhum medo. Não mata."

(Clarice Lispector)






quinta-feira, 26 de agosto de 2010

PAR ou ÍMPAR?


Imagem by Internet






Eu quero PAR, você ÍMPAR
E assim, desencontrados
Seguimos a vida, cada um para o seu lado.

by Giu







"Amar é um desafio dos grandes e dos bons. Pede que a gente cresça junto e leve luz a um monte de sombras. Às vezes, a gente consegue; outras, não. Uma história de amor é coragem de dois."

(Ana Jácomo)


quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Denison Mendes

Imagem by Trakinagem da Jaku




Hoje é o DIA DAS DELÍCIAS aqui no Blog, para ver na íntegra o texto do Denison http://bahrboletras.blogspot.com/






DEPOIS

Imagem by Internet



DEPOIS
De viver amor aos pedaços
Fiz adormecer o que estava dormente.
Apaguei o que já eram cinzas.
Abandonei o abandono.
Não sinto mais falta do que não tinha.
E o que passou se faz tão passado que não passo mais vontade.
AGORA
Em vez de sonhar uma mentira
Mantenho acesa somente a chama do que me chama: a vida repleta dos prazeres da realidade.


by Bi@




“Não deixe portas entreabertas. Escancare-as ou bata-as de vez. Pelos vãos, brechas e fendas passam semiventos, meias verdades e muita insensatez."

(Cecília Meireles)




terça-feira, 24 de agosto de 2010

É preciso entender...

Imagem by Internet




É preciso entender que promessas vem e vão, que as distâncias só existem para quem quer, que alguns sonhos se realizam e outros não, que encontros acontecem e desencontros também.


Só assim a vida pode ser mais doce, mais leve, mais feliz...



by Giu




“Depois de todas as tempestades e naufrágios
o que fica de mim e em mim
é cada vez mais essencial e verdadeiro.”

(Caio F. Abreu)




segunda-feira, 23 de agosto de 2010

De todos...



Imagem by Pedro




De todos os sabores, AFETO
De todas as cores, AMARELO
De todas as flores, GIRASSOL
De todas as artes, POESIA
De todos os gestos, ABRAÇO
De todos os medos, SOLIDÃO
De todos os sons, MAR
De todas as noites, AMANHECER
De todos os dias, VIVER
De todas as alegrias, SER FELIZ
De todas as emoções, SER MÃE
De todos os amores, PEDRO.


by Giu

domingo, 22 de agosto de 2010

Que pena...





Imagem by Trakinagem da Jaku





A felicidade exige valentia.

by Giu





Desencontro


Imagem by Internet




Não descubra que me quer ao seu lado
Quando o meu coração cansado
Já tiver batido asas e voado.

by Giu




"Deve existir uma espécie de bazar onde os sonhos estraviados vão parar."
(Chico Buarque)






Imagem by Vânia Viana
(http://olhares.sapo.pt/what-a-wonderful-world-foto3153625.html)


sábado, 21 de agosto de 2010

Um lindo presente...


Imagem by Internet



Você fez renascer em mim a poesia, a ternura, a paixão. E, a despeito de tudo, nosso encontro foi um lindo presente...


by Giu



"A alma é uma coleção de belos quadros
adormecidos envoltos pelas sombras. Vez
por outra, entretanto, defrontamo-nos com
um rosto - não precisa ser um rosto inteiro,
basta uma música na voz, uma maneira
de olhar, ou um jeito de tocar com a mão...
- que, sem razões, faz o belo quadro
adormecido acordar. Quando isso acontece,
somos possuídos pela certeza de que esse
rosto é o que procurávamos desde toda a
eternidade...O corpo estremece.
Está apaixonado."


(RUBEM ALVES)




sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Flores e afetos...


Imagem by Bernardo Amaral






Depois de um dia nublado, o sol sempre volta a brilhar, semeando flores e afetos...

by Giu





"Tenho aprendido com o tempo que a felicidade vibra na freqüência das coisas mais simples. Que o que amacia a vida, acende o riso, convida a alma pra brincar, são essas imensas coisas pequeninas bordadas com fios de luz no tecido áspero do cotidiano."

(Ana Jácomo)


quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Oração

Imagem by Internet




Que as desilusões não me tirem a coragem da entrega.
Que eu jamais perca a capacidade de me encantar com a vida.
Que os meus desenganos não me roubem o desejo de semear novamente.
Que eu sempre encontre um lugar de paz para repousar o cansaço do meu coração.
Que eu nunca desista das minhas verdades, de acreditar nas coisas belas e no amor.
Que eu nunca desista de amar e que o sol possa brilhar todos os dias nas minhas manhãs.

by Giu




"As fontes de alegria se encontram no mundo de dentro."
(Rubem Alves)




quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Melodia de amor


Imagem by Carla Salgueiro




Toca meu corpo como uma melodia
me aDOça, me arREbata, me doMIna.

aFAsta todos os meus medos
disSOLve minhas dúvidas
e faLA que me ama.

Nosso amor é poeSIa, é música, é harmonia.


by Giu






CAMINHOS CRUZADOS - Tom Jobim

"Quando um coração que está cansado de sofrer
Encontra um coração também cansado de sofrer
É tempo de se pensar, que o amor pode de repente chegar..."


video

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Sem título, sem autor


Imagem by Internet


Porque achei lindo e me emocionou...


Hoje acordei pensando em você. Outro dia fui no Santíssimo, o mesmo cardápio, a cerveja de trigo, o mesmo filme no telão, as nossas risadas, o primeiro encontro. No café da República, peço o seu preferido, Irish Coffee, que saudade do seu "bigodinho" de chantilly. E quando eu perguntava "o que você quer comer?", você sempre dizia "o sonho do Mercado Municipal", e aí não tinha mais jeito, seu sonho era uma ordem.

Abro um livro do Carpinejar e recordo da sua eloquência ao descobrir um poeta, e ainda querer me catalogar nos conceitos do "Canalha", lembro como se fosse hoje você dizendo "Adoro você, sabe porque? Adoro canalhas honestos". E eu ficava doente por pensar que não sentia ciúmes de mim, sentia?

Fico pensando, o que você está fazendo agora? Sempre esqueço que além da distância, temos 1 hora de diferença, e me sinto um tolo por ficar pensando, lembrando, desejando que você estivesse aqui comigo. Te deixar dormindo e saber que estaria me esperando quando eu voltasse, me alegrava as horas intermináveis de negócios.

Sinto saudades de você zombando do meu medo de avião, do meu jeito de falar e da minha alpargata, que sei que adorava. Será que ainda pensa em mim? Eu penso em você, muito.



segunda-feira, 16 de agosto de 2010

O outro és tu...


Imagem by Internet





O outro és tu...
O teu pior inimigo,
Aquele que me rouba de ti.



by Giu





“Talvez o vazio fosse também um caminho, depois do olhar e das frases nunca ditas, espécie de casa onde faltassem janelas e flores...”

(Ondjaki)




domingo, 15 de agosto de 2010

Seja sempre feliz


Imagem by Bia Serena



"Eu acredito, (...)
o sonho é meu, (...)
eu acredito,
eu sigo acreditando,
outra vez eu acredito, (...)
eu não paro um segundo de acreditar
porque tudo é vivo
vibra
brilha."

(Caio F. Abreu)



"Se amanhã o que eu sonhei não for bem aquilo,
eu tiro um arco-íris da cartola.
E refaço. Colo.
Pinto e bordo.
Porque a força de dentro é maior.
Maior que todo mal que existe no mundo.
Maior que todos os ventos contrários.
É maior porque é do bem.
E nisso, sim,
acredito até o fim.”

(Caio F. Abreu)


A carta


Imagem by Internet




A carta que não entreguei, as palavras que perderam-se nas linhas, um amor...


Quero te amar, te fazer feliz, ser feliz.
Quero te ter, te ser, te pertencer.
Entregar o meu destino no seu aconchego, o meu corpo na sua paixão, o nosso cotidiano no doce balançar dos dias, dos anos, da nossa vida.
Quero acordar todas as manhãs no teu sorriso e dormir enroscada no seu calor.
Dividir nossos sonhos, nossos medos, nosso suor, nossa saliva.
Multiplicar nossos desejos, nosso amor, nosso encontro.
Somar, sermos dois e sermos um.
Nunca mais ímpar, um par.
Quero me aninhar nos seus braços, morar no teu abrigo, no teu carinho, ser tua mulher.
Vem caminhar ao meu lado, meu amor.

by Giu



"(...) pra mim este amor é diferente.
não é de papel passado,
é amor de papel presente."
(Elisa Lucinda)




sábado, 14 de agosto de 2010

Momentos


Imagem by Bia Serena




Amor colorido, momento obscuro.
Amor límpido, momento turvo.
Amor luz, momento escuro.

Amor certo, hora errada.


by Giu





"Eu só queria voltar um pouco no tempo.
E ficar por lá pra sempre!..."

(Bia Martins)




sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Ciranda


Imagem by Trakinagem da Jaku





SAMBA DE IR EMBORA - O Teatro Mágico

"Só me resta agora acreditar
Que esse encontro que se deu
Não nos traduziu o melhor..."


video

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O óbvio


Imagem by Romulo Lubachesky


"Coitado do amor, logo ele que é filho do encontro,
está sozinho no ponto.
Desencontrou."
(Elisa Lucinda)


Não há nada de errado com o óbvio. Ele não é furta-cor, muito menos invisível, seu único problema é que muitas vezes ele é um Frankstein correndo em nossa direção, fazendo com que a gente morra de medo de encará-lo de frente, e assim, seguimos tentando encaixar o oval no redondo.

Seguimos ignorando o óbvio e todos os seus súditos, que ele fica enviando com luzes vermelhas piscando para poder ser visto, e ainda assim, continuamos a ignorá-lo. Sabe por quê? Porque é dolorido pacas assumir que o que construímos com tanto cuidado, não existe mais, faz parte do passado.

Assim são alguns relacionamentos, não existem mais, acabaram faz tempo e o amor ficou perdido em algum lugar do passado, submerso em águas profundas e geladas, fora do alcance de qualquer tentativa de resgate.

É preciso coragem para encarar a verdade, levantar âncora, navegar outros mares, e mais ainda, entender que quando algo vem à tona é porque há muito já borbulhava.

Raramente um relacionamento é derrubado por um tiro só, mais fácil que seja por uma saraivada de balas que demoramos a notar, tamanho o costume de estar ao lado de alguém, tamanha a necessidade de manter as coisas como estão, cumprir o protocolo.

Esse tipo de relacionamento é mantido pelo amor-zumbi, aquele que se recusa a admitir que morreu, que perdura por anos, teimando em resistir à base de mentiras, beijos burocráticos e sexo sem tesão. O amor-zumbi é um morto-vivo exalando cheiro de decomposição em plena vida, como não perceber?

Impressiona-me, as pessoas que ficam tentando colocar flores e esparadrapos nas decepções e no cansaço dos seus relacionamentos robotizados, endurecidos, congelados, corroídos pelo ácido do descaso, do tédio, do não quero mais, tentanto acreditar que dois monólogos podem fazer um diálogo.

É fato que nos sentimos mais acolhidos com a segurança do passado conhecido, com todos os seus problemas, do que com o vislumbre do futuro. Afinal, a aceitação de que o amor não existe mais, é como uma ferrugem existencial, difícil de ser aceita, ainda que latente.

Como diz o Artur da Távola, "muitas de nossas verdades só emergem depois que assumimos graves compromissos com nossas mentiras".

E aí, quem sabe, seja tarde demais...


by Giu


"As asas da alma se chamam coragem. Coragem não é a ausênia do medo. É lançar-se, a despeito do medo."
(Rubem Alves)





quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Ah e o amor...


Imagem by João Pedro Soares



Ah e o amor...
Desenhando nos olhos
Janela dos desejos
Nesse baile de instintos absolutos
Emocionais por si em todos os conjuntos
Seremos únicas mãos, narizes, olhos e línguas
Sentindo de um o outro
Em mais um adorável
Interminável
E maravilhoso
Encontro.


by David Nobrega & Letícia Coelho




terça-feira, 10 de agosto de 2010

Meu mundo


Imagem by Internet




Sou dócil, sou gentil, sou amável
Sou guerreira, sou fera, indomável.

No meu mundo nada é morno
Prefiro a brasa, o fogo.

(Só assim me sinto viva)


by Giu





LUA CHEIA - Papas na Língua

"Êta vidinha da boa
Que ela me chama
Tira uma onda comigo
Me leva na boa..."



video

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

AMAR BONITO



Andar em círculos, morder o dedão do pé, colocar o dedo na tomada. Quem pode negar que já fez isso alguma vez na vida? E se apaixonar pela pessoa errada ou na hora errada ou tudo errado? A verdade é que, todos nós um dia na vida cometemos insanidades e muitas vezes o preço que pagamos por isso é alto demais.

Só sei que, quando alguém aparecer na minha vida com aquele letreiro de neon na testa, escrito "PROBLEMA", vou sair correndo em disparada para bem longe, e deixar essa mania de pensar que sou a Wonder Woman, de castigo atrás da porta do banheiro.

Vou repetir todos os dias como um mantra, "relacionamentos problema são como domingos de chuva, não servem pra nada". Ah! Servem sim, servem para nos fazer sofrer e ver o tamanho da nossa tolice em querer atravessar o oceano em uma barca furada.

E quantos avisos, o nosso lado racional nos dá, que se essa pessoa fosse um sapato, não era do tamanho do nosso pé, ou vai nos dar calo ou cair no meio da rua. No entanto, mesmo enxergando com nossos próprios olhos todos os problemas, mesmo assim, lá estamos nós, insistindo em dar murro em ponta de faca.

Não estou dizendo que existam pessoas ruins, o que existe na verdade são pessoas ruim pra você, pra mim. E sabe o que é ser ruim pra mim? Pessoas que se acostumam com o chá morno das 17h, todos os dias, 365 dias por ano, no mesmo horário, com os mesmos quadros na parede, com a mesma mobília puída por anos de descaso.

Mas agora chega de falar de problemas, de amores impossíveis, amores doloridos, o bom mesmo é falar de alegrias, de amores verdade, amores arco-íris, amores coloridos. Você já viveu um amor assim? Ou está vivendo? Então você sabe do que eu vou falar, ou melhor, vou usar um pedaço de um texto do Artur da Távola, AMAR BONITO, que diz tudo sobre o amor, sobre o que é verdadeiramente amar...




"Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar: aprender a fazer bonito seu amor. Ou fazer o seu amor ser ou ficar bonito (...) Não teorize sobre o amor (deixe isso para nós, pobres escritores que vemos a vida como criança de nariz encostado na vitrine cheia de brinquedos dos nossos sonhos); não teorize sobre o amor, ame.

Siga o destino dos sentimentos aqui e agora. Não tenha medo exatamente de tudo o que você teme, como: a sinceridade, abrir o coração, contar a verdade do tamanho do amor que sente; não dar certo e depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito).

Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas, atitudes sabiamente eficazes (não é sábio ser sabido): seja apenas você no auge de sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser.

Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs. Falando besteiras, mas criando sempre. Gaguejando flores. Sentindo o coração bater como no tempo do Natal infantil. Revivendo os caminhos que intuiu em criança. Sem medo de dizer eu quero, eu estou com vontade.

Deixe o seu amor ser a mais verdadeira expressão de tudo que você é. Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto. Não se preocupe mais com ele e suas definições. Cuide agora da forma do amor: Cuide da voz. Cuide da fala. Cuide do cuidado. Cuide de você. Ame-se o suficiente para ser capaz de gostar do amor e só assim poder começar a tentar fazer o outro feliz."


E, por amar bonito e não ser correspondia à altura, solto meu coração nas asas do vento, até encontrar alguém que mereça realmente todo o meu sentimento, o meu amor colorido, o meu amor arco-íris...

by Giu





PS -> Pelo menos não vou seguir o conselho que um babaca-mór deu para alguém que eu conheço, sobre como esquecer alguém: "Compre um cavalo". Realmente, a gente morre e não vê tudo.


Imagens by Romero Britto

domingo, 8 de agosto de 2010

Rendida estou...


Imagem by Artur Miguel Cabral





Rendida estou...
Desde que a paixão nos encontrou,
Espalhando armadilhas, encanto, sedução.

(Devora-me, até que eu não respire mais)


by Giu






PÉTALA - Djavan

"O seu amor
Reluz
Que nem riqueza
Asa do meu destino..."



video

sábado, 7 de agosto de 2010

Destino



Imagem by Márcio Ruiz



O infinito pra você eu dei,
E o olhar mais doce que no horizonte se perdeu.
Desbotaram todas as cores com que te pintei, tão meu.

Ainda guardo comigo todos os sorrisos e o gosto do beijo teu.
Mas agora é tarde, nada consegue afagar os meus medos,
Tão parecidos com os seus.

(É melhor não mexer com essa dor...)



by Giu



"Perguntaram à flor de onde vinha:
De uma semente de amor que não se acovardou."

(Ana Jácomo)




sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Bi@


Imagem by Naur


Minha amiga, irmã, Jakutinga...!!! Parceira de tantas horas certas e incertas, de tantos canos e alegrias. Uma pessoa MARAVILHOSA que o Camaleão soube descrever com maestria, simplesmente Bi@.



Nem vencida nem vencedora
Considere-se apenas a mulher lutadora
Mãe, esposa, amiga e amante
Decidida em guerra constante

Considere-se a mulher que descobre e aprende
Que ao amor surpreende
E também se deixa surpreender
Querer, poder e ter

Considere-se a fêmea no cio
Que causa arrepio
Que na fome mata
Que no prazer consome

Considere-se apenas um ser de alma
Que quando ama acalma
Que chora, lamente e atenta
Que se emociona, que cai e levanta

Considere-se apenas a guerreira
Que enfrenta leões, gigantes e opiniões
Que chora com flores, bombons e declaração de amores
considere-se apenas...Bi@.

by Salum H.


Mais textos do Camaleão no Blog http://ocamaleaosalum.blogspot.com/




quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Meninos também brincam de boneca


Imagem by Internet



"Meninos também brincam de boneca.

Diferente do carrinho, que é o companheiro de trabalho, do lazer e da família, a boneca fica na caixa, quietinha, esperando ser retirada para a brincadeira. É um sonho de consumo, linda, sempre disponível e, como serve ao lazer, não tem a mesma prerrogativa do dever - isto é óbvio.

Mas me diga: o que é um dever? Bom, deve ser tudo o que não pode ser deixado para depois. Logo... a boneca espera a sua vez. Sabe a beleza da boneca? Um sonho de consumo, mas a real beleza é não ter licença para suas vontades. Nessa toada, acredita-se que também não tenha sentimentos, coração, que não sinta a solidão, o silêncio, carência, desejo de tornar-se 'real'."


Recebi o texto acima de alguém que prefere o anonimato, e gostaria de complementar...


Meninos também brincam de boneca, quando criança, ou melhor, deveriam brincar. Vocês já prestaram a atenção nos brinquedos? Os meninos ganham carrinho, avião, moto, super-herói, etc., enquanto as meninas ganham boneca, ferrinho de passar roupa, vassourinha, fogãozinho, etc.

Os meninos ganham brinquedos relacionados ao prazer e à diversão, e as meninas são "treinadas" desde cedo, através dos seus brinquedos, ao compromisso. Claro que isto está mudando, graças a Deus. Eu, por exemplo, quando vou dar um presente para uma menina, dou maquiagem, bolsa, jogos educativos, etc.

Mas, voltando ao texto, gostaria de complementar que meninos que brincam de boneca no sentido como está colocado, são os babacas, aqueles que não sabem brincar de viver de verdade, amar de verdade. Vivem no seu mundinho de fantasia, de faz de conta e morrem de medo de brincar de ser feliz, de ter uma mulher de verdade com quem compartilhar a vida. E muitas de nós, muitas vezes nos tornamos em determinados momentos, essa boneca que vive à disposição.

É preciso que nossos filhos, XX ou XY, sejam criados para amar, para viver a vida de verdade, para não usar as pessoas como se fossem "coisas", que estão à nossa disposição até que não queiramos mais, bonecas nas caixas, que vão sendo usadas e descartadas à medida que não nos sirva mais.

Na verdade, eu sinto pena, de homens assim, porque não consigo acreditar que alguém que ame "coisas" e não pessoas, seja realmente feliz. Ainda bem que no mundo nem todos são assim, eu não sou e sei que você que me enviou o texto também não é, por isso somos verdadeiramente felizes, temos a consciência tranquila de que quando erramos, não é de propósito.


by Giu


PS: Quero deixar bem claro que neste post, não existe a intenção de empunhar uma bandeira feminista, mesmo porque sou feminina e não feminista.



terça-feira, 3 de agosto de 2010

Ent(REGA)r-se o amor...

Imagem by Hugo


O amor, quando chega de mansinho, vai aninhando-se aos poucos, abrindo os caminhos, derrubando certezas. E quando percebemos, fomos seduzidos pela loucura, acorrentados ao prazer da entrega sem limites, construída no cotidiano, nas pequenas e grandes entregas do dia-a-dia.

Esse é um dos grandes segredos do AMOR...


by Giu



"Amor é amor, independente de provas, amor é rotina, amor é fazer dela doce de lamber. Provar o amor? Só se for pra me embriagar e me prender em sua teia."

(André Salviano)



COR DO AMOR - Milton Nascimento & Andreas Vollenweider

Sai do tormento apaga a dor
Dança bem leve ao som da cor
E te encaminha na paz do amor que chegou...



video

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

E a vida acontece...

Imagem by Paulo Rodrigues



A vida acontece, o mundo não pára. Nós é que muitas vezes ficamos parados no tempo, no espaço, no meio do nada, esperando que algum milagre aconteça e nos tire de lá.

Mas infelizmente isso não acontece porque o que faz o mundo girar e a vida acontecer somos nós. Cada um de nós é responsável por tudo aquilo que nos acontece, seja bom ou ruim, a chave do viver é de cada um, pessoal e intransferível.

Não adianta ficar esperando que a felicidade caia como um raio na nossa cabeça. Quem sabe até caia mesmo um raio, mas somente em dias de tempestade, mas aquilo pelo qual ficamos esperando, não cai.

Ficar esperando as coisas acontecerem nos faz perder um tempo precioso, por isso é preciso entender que se você quer algo, você tem que lutar, simples assim. Eu muitas vezes desisto, mas somente quando o que eu quero não será bom pra mim, e desisto indo adiante e não esperando.

Eu fecho com o Camaleão, que junto com a Yaku-za chegou à uma brilhante conclusão sobre a teoria do "cavalo encilhado": "No meu haras cavalo encilhado tem quando eu quero!"

by Giu



"Há pessoas que ficam doendo com a lembrança de outra pessoa, entra ano, sai ano, virando e revirando o caleidoscópio, olhando como caem e se dispõe as cores e os cristais do sofrimento."

(Paulo Mendes Campos)






domingo, 1 de agosto de 2010

Um sonho


Imagem by Diana Leal



No meio de um pesadelo
Fui acordado por alguém
Que se dizia meu anjo
Abri minha vida
Entreguei meu coração.

O tempo passou
Nos conhecemos
Convivemos
O amor aumentou.

Vieram as brigas
Os desentendimentos
O sonho acabou
Ficou o ser humano, a dor, o amor
E o vazio da separação.


by Fausto Rezende