domingo, 25 de abril de 2010

Baú de Guardados II


Imagem by Paulo Cesar


Mais uma do baú, 1992.


NEBULOSA

O tempo é tua balada
A noite, teu teto
A lua, teu farol
A vontade, tua estrada
Um pedaço de mundo, horizonte sem fim.

Um poeta ambulante
Abrindo portas, disfarçando medos
Riscando os caminhos com emoção, nem sempre inteiras
Buscando páginas para teus versos
Um porto para os teus sonhos inquietos.

Um menino assustado
Presa fácil dos sabores passageiros
No fundo um anjo, de asas azuis como os sonhos
De peito aberto, sem rumo certo
Querendo sempre mais que o infinito.

by Giu


Luther Vandross cantando "Killing me softly"


video

Nenhum comentário:

Postar um comentário